7.8.11

Resenha: Tamanho 42 não é gorda, Meg Cabot


Título: Tamanho 42 não é gorda – Heather Wells, vol. 1
Autor: Meg Cabot
Editora: Galera Record
Gênero: Chick lit
Páginas: 411
Publicado em: 2006
Avaliação: 3 ½ estrelas



Tamanho 42 não é gorda é o primeiro livro da série sobre Heather Wells, uma cantora POP que foi do topo ao fundo do poço em sua carreira. Dizer que sua vida familiar e amorosa é um pouco conturbada seria um elogio, afinal seu pai está preso, a mãe fugiu com todo o dinheiro dela para Buenos Aires e ela pegou o (ex) namorado a traindo com a nova sensação POP do momento.
Após a gravadora recusar todas as suas novas músicas e ficar sem dinheiro, Heather arruma um emprego como inspetora de alojamento dos estudantes na Universidade de Nova York e vai morar com Cooper, o misterioso irmão do seu ex-namorado, em troca de fazer a contabilidade dele.
Parece ser uma vida bem calma e tudo estava indo bem... Estava. Até o dia que uma das estudantes do alojamento aparece morta no poço do elevador. A partir daí a estória ganha um tom investigativo, com bastante suspense, outras mortes e muita confusão para a Heather, que resolve ser a detetive do caso!

Eu comprei esse livro logo quando lançou, mas só fui lê-lo 2 anos depois. Iniciei e parei a leitura umas 3 vezes; não sei porquê, mas a leitura não fluía de jeito nenhum. Até que na quarta tentativa eu consegui continuar, e qual não foi minha surpresa quando eu terminei e adorei o livro!
Heather Wells é uma personagem bem divertida e atrapalhada, e em muitas coisas você acaba se identificando com ela. Mas ela não é a única, no livro vamos encontrar muitos personagens diferentes e engraçados que vão te conquistar. Eu adoro a Magda!
Acho essa série totalmente diferente de todos os outros livros da Meg Cabot, principalmente pelo enredo policial. Ainda tem o romance, claro, mas fica em segundo plano.
Ótimo livro, totalmente inesperado e estou ansiosa pelo último volume da série. Dei 3 ½ estrelas apenas pelo começo ser um pouco cansativo.

3 Comentário(s):

Nádia Tamanaha 7 de agosto de 2011 21:29  

Você esqueceu de dizer que ela é apaixonada pelo Cooper, hahaha!
Eu também demorei uns anos pra ler, acredita? O começo é mesmo meio cansativo e não tem muita "graça". Mas depois fica ótimo. E concordo com o que você disse sobre ser diferente de todos os outros livros da Meg!

Beijo

Ps: e ele sempre será querido porque foi graças a ele que ganhamos nossos livros da Editora Record, hahaha!

Gi Gouvea 7 de agosto de 2011 21:32  

Adorei o título do livro! rsrsrs
Ótimas observações!
Eu não conheço muito o trabalho da Cabot. Esperarei outras resenhas para comprar meu primeiro livro dela!
Parabéns ao blog e muito sucesso!

Lia 1 de setembro de 2011 12:41  

Ué? Eu acho que perdi alguma parte, rsrs... O título é engraçado, mas não entendi o que tem a ver com a história, hihihi.
De qualquer forma, é um livro que me deixou curiosa para ler! Quem sabe mais pra frente, rs...

beijinhos!

  © Blogger templates Psi by Ourblogtemplates.com 2008 | Layout por Maeva

Back to TOP